Case Escola Fábula

Case Escola Fábula

CONHEÇA UM DE NOSSOS CASES

É uma escola de educação infantil Fábula tem cerca de 100 crianças da faixa etária de 4 meses a 5 anos. Inovadora e aberta, tem como foco a educação integral da criança, abrangendo aspectos cognitivos e também emocionais e motores.
Ciente de sua missão, a escola havia desenvolvido internamente o Projeto Sentimentos, que buscava trabalhar a educação emocional das crianças. Porém, faltava uma metodologia clara. “O projeto tinha um olhar pedagógico para a questão socioemocional, era incipiente. Ao mesmo tempo, sabíamos da importância da 1ª infância para o desenvolvimento pleno da criança, inclusive socioemocional, por isso precisávamos de um programa mais estruturado para trabalhar as competências emocionais com as crianças”, conta Simone Aline Ferreira Torres, uma das fundadoras da Escola.

SOLUÇÃO COMPARTILHADA

Em 2015, a Fábula passou a procurar um parceiro com expertise em inteligência socioemocional que pudesse desenvolver um programa estruturado junto à escola. A Ludie entrou em cena, indicada pela mãe de um aluno. “A Ludie tinha o conhecimento e a prática, e seu trabalho envolvia desde a criança até os pais. E o melhor: era uma proposta de trabalho compartilhado, uma parceria”, destaca Simone.
Ainda em 2015, a Ludie realizou as primeiras palestras e workshops de sensibilização e capacitação com pais de alunos e professores da Fábula. Todos os trinta funcionários da escola, incluindo professores, foram capacitados sobre aprendizagem socioemocional e se aprofundaram no programa proposto.

RESULTADO

Segundo as fundadoras da Fábula, Simone e Cristiane, o trabalho com a Ludie mudou o olhar da escola. “Todas as relações subiram de patamar. Entendemos melhor as crianças, mais a fundo, e o acolhimento delas se tornou mais positivo e maduro; ficamos mais próximos dos pais, que acompanham o trabalho e relatam a evolução emocional de seus filhos em casa; e as crianças passaram a falar e a expressar mais claramente suas emoções com professores, pais e colegas, reduzindo conflitos”, pontua Simone. Além disso, os professores da Fábula ampliaram o seu repertório educacional, dispondo de ferramentas e estratégias socioemocionais para lidar com as crianças em sala de aula. “Hoje uso esse aprendizado para ajudar as crianças a identificar seus sentimentos, com isso acolho e entendo melhor cada uma delas”, conclui Tatiane Fernandes, professora do Infantil I.