Irmãos: relacionamento beneficia a socialização das crianças

Irmãos: relacionamento beneficia a socialização das crianças

Irmãos são os primeiros iguais com quem as crianças aprendem a lidar

Ter um irmão é uma dádiva! O vínculo entre eles é um dos mais duradouros da vida e, quando preservado, se torna uma fonte inesgotável de amor.

Nada substitui a experiência de dividir a infância com outra criança. Irmãos se relacionam, se influenciam, se regulam, se desenvolvem.

Muitas vezes, são eles que ensinam, na prática, a dividir atenção, afetos e momentos.

Esses relacionamentos são também ótimas experiências de socialização, negociação e de perdão que as crianças podem experimentar.

E os conflitos? Acontecem, sim, o tempo todo e são excelentes fontes de amadurecimento para eles que aprendem a se relacionar e para nós que aprendemos a educar com equilíbrio.

Os irmãos são os primeiros iguais com quem as crianças aprendem a lidar e, o vínculo que se constrói entre eles, também constrói a resiliência saudável de quem experimenta o amor acima de disputas, de ciúmes, de confrontos e de diferenças.

Com os irmãos, as crianças começam a aprender o que significa construir vínculos pautados no amor, no respeito e na reciprocidade.

Assista ao vídeo “Irmãos”, dirigido por Estela Renner, que explica que, embora a manifestação de sentimentos de ciúme e inveja também sejam comuns, a irmandade ensina, a partir da convivência e da cumplicidade, a relacionar-se com o outro.