O que é Mindset e como isso pode transformar a educação? – PARTE III – Sobre a relação com a escola

O que é Mindset e como isso pode transformar a educação? – PARTE III – Sobre a relação com a escola

O termo Mindset se popularizado com o livro “Mindset, a Psicologia do Sucesso”, de Carol Dweck, professora de Psicologia da Universidade de Stanford.

Lançada no Brasil pelo selo Objetiva da Companhia das Letras, a obra traz importantes reflexões que podem ser aplicadas na educação. Pensando nisso, a LUDIE elaborou uma série de três textos sobre o que é o tão falado Mindset e como aplicá-lo na educação de forma transformadora tanto para os educadores quanto para os alunos.

Clique aqui para ler o texto anterior “Elementos influenciadores no desenvolvimento do Mindset”

Na terceira e última parte da série, falamos sobre a relação com a escola. Acompanhe a reflexão que se aprofunda na obra de Carol Dweck.

Parte III – Sobre a relação com a escola

Desde o início da sociedade moderna a escola tem se apresentado como uma parceira cada vez mais atuante na formação e educação de uma pessoa junto à família. Cada vez mais cedo a escola passa a fazer parte da vida da criança, norteando sua rotina, mediando sua relação com o tempo e com o espaço, integrando-a em um universo coletivo no qual os relacionamentos interpessoais e grupais apresentam-se de forma mais ampla e incisiva, permeado por contratos de convivência e outros mediadores sociais.

Por meio das interações sociais e ambientais que se dão no espaço escolar, a criança é exposta a uma diversidade de estímulos e tem a possibilidade de desenvolver uma série de habilidades que vão além das habilidades intelectuais-cognitivas. Descobrem-se enquanto um ser no mundo, um ser social que se constitui a partir das relações que estabelece com o outro, seja ele seu colega, seu professor ou outra figura que compõe o cenário do ambiente escolar. Através destas interações a criança também recebe estímulos positivos ou negativos que influenciarão na construção de sua autoimagem, na sua autoestima e na sua percepção acerca da vida e dos desafios que ela apresenta. Podemos dizer então que, juntamente com a família, a escola atua de forma contundente no desenvolvimento do Mindset da criança.

A escola acompanha e interage com as principais etapas de formação de uma pessoa

Etapas essas que darão suporte para que a vida adulta seja experienciada positivamente, de tal forma que a pessoa se sinta capaz de atuar naquilo que almeja. As experiências vividas na escola e principalmente a maneira como elas são significadas pelos educadores são extremamente impactantes na vida do indivíduo, que durante aqueles anos de sua vida será visto e reconhecido a partir de suas realizações. Nesta etapa da vida humana alguns rótulos são estabelecidos e, muitas vezes, ficarão como uma marca interna, ditando as capacidades e o futuro das pessoas.

Não é raro escutarmos falas do tipo: “Você terá um futuro brilhante!!! É excelente aluno! Só tira 10!”. Ou o contrário disso: “Como você pensa que será seu futuro tirando estas notas baixas? O que você quer da vida?”. Também aparecem falas do tipo: “Vamos lá, você consegue!!!” ou “Não desista!!! Todo esforço tem sua recompensa! Eu estou aqui pra te ajudar!”. Sim, dentro da escola uma criança ou um adolescente está exposto a todo tipo de fala, de classificação e de projeção de seu futuro. E as condutas dos educadores com cada um dos alunos sem dúvida impactará na autopercepção e disposição deles para olhar os desafios da vida e sentir-se motivado ou desmotivado, capaz ou incapaz de lidar com eles.

Todos nós guardamos memórias do tempo da escola, sabemos identificar facilmente aqueles educadores que nos impulsionaram ao desenvolvimento de habilidades essenciais para a vida, educadores que nos auxiliaram a vencer dificuldades, a lidar com nossas inseguranças e não nos deixaram desistir quando sentíamos que um obstáculo parecia grande demais para transpormos. Guardamos as palavras ditas por eles, a atenção dada no momento da aula ou fora dela, nos corredores, no pátio, na saída da escola… Tivemos estas pessoas como exemplo, como referência. Mais do que boas memórias, guardamos gratidão e carinho. Estas pessoas nos ensinaram a cuidar das sementes que lançávamos no solo da nossa existência e a acreditar que elas dariam bons frutos.

A educação é transformadora de realidades

Por meio dela podemos construir um futuro melhor para as nações. E isso não acontece somente porque são pelos processos educacionais que produzimos conhecimento, mas também porque ela transforma realidades internas, porque ela pode mudar a maneira como uma pessoa olha para si mesma e para o que pode ela fazer na construção de um mundo melhor.

Sejamos responsáveis ao exercitar nosso papel de educadores, sejamos bons condutores deste processo de autodescoberta e de autodesenvolvimento que é a experiência educacional na vida de uma pessoa. Que possamos encorajar as pessoas que passarem por nós nesse processo a encontrar seus potenciais e a não temerem as vivências que as levarão a desenvolver suas habilidades e competências futuras.